Olá queridos celíacos

Hoje vou falar sobre esta publicação: Clinical and genetic profile of patients with seronegative coeliac disease: the natural history and response to gluten-free diet, do inglês, “perfil clínico e genético de pacientes com doença celíaca seronegativa: história natural e resposta à dieta sem glúten”, publicado 17 de Julho 2017 no BMJ.

Sabemos que exame de sangue para detecção de doença celíaca não deve ser considerado como o único método de diagnóstico. Há chance do resultado ser falso-negativo ou a elevação dos anticorpos anti-transglutaminase podem estar relacionados a outras doenças como diabetes juvenil, sindrome do intestino irritável e diferentes formas de artrite.

Pacientes com sintomas, genética familiar e biópsia positiva para doença celíaca mas com resultado negativo para os exames sorológicos são um grande problema clínico.

Os cientistas concluiram que pacientes em estado Marsh I na sua biópsia possuem maior chance de ter resultado soronegativo e 25% dos pacientes estudados desenvolveram outras doenças autoimunes. No geral, os pacientes soronegativos não exibiram nenhum perfil específico pois se beneficiaram com a dieta sem glúten como os pacientes soropositivo.

Advertisements